Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Hoje

Dia de Hoje

27
Jul22

Dia de hoje 56

Zé Onofre

              56 – A última briga

 

022/07/25

 

Como esta noite não dormia,

E o corpo estava cansado para passeios,

O pensamento, à minha revelia,

Resolveu entrar em devaneios.

 

Depois de me mergulhar no rio,

Me ter levado por montes hora atrás de hora

Resolveu meter-me, ao arrepio,

No campo de futebol da Casa da Senhora.

 

Jogava-se, lá dentro na televisão,

A final do Campeonato de Inglaterra.

Como as coisas não nos corriam de feição,

Viemos para o campo “vingar a nossa Terra”

 

Não foi que o nosso velho aliado

Nos roubou sem vergonha, o Inglês?

Tiraram-nos a final depois de termos suado

Para vencer a Coreia por cinco a três!

 

Agora estavam eles todos pimpões,

Depois de vencerem a Alemanha,

A vangloriarem-se de Campeões.

Foram. Porém, foram-no com manha.

 

Pois enquanto na televisão ganhavam os Ingleses

Nós no campo vingaríamos a meia-final.

Fizemos equipas como das outras vezes,

Mas a melhor era a Alemanha Federal.

 

As equipas tinham que ser de sete,

Que no campo só este número cabia.

Um quero este, o outro aquele mete,

E cá o eu, no fim, estava em demasia.

 

Armou-se uma discussão entre mim

E o meu irmão que era um escolhedor.

Como o palavreado não tinha fim

As coisas tomaram o rumo pior.

 

Palavra vai, outra vem, palavras pelo ar

A coisa estava a ficar muito feia.

Estava-se mesmo a verque ia descambar

E eu ia apanhar uma grande tareia.

 

Contudo tal não aconteceu, não.

Com a perna ligeira pus-me a correr,

Tendo sempre à perna o meu irmão

Pelos campos, mas não me conseguiu bater.

 

No fim da correria chegamos cansados

E arranhados das silvas que não vimos

Com a loucura. Estávamos tão arrasados

Que estendidos na cama muito nos rimos.

A “final” que a nossa “meia” vingaria   

Não sei como ficou, nem nunca quis saber.

Apenas sei que valeu a pena a correria

Pois nunca mais nos voltamos a bater.

 Zé Onofre

14
Out21

Dia de Hoje 9

Zé Onofre

9

2021/10/14

 

Era uma vez uma casa.

 

Era uma vez um quarto

Que ficava na casa.

 

Era uma vez uma cama

Que ficava no quarto

Que ficava na casa.

 

Era uma vez um jovem

Que dormia na cama

Que ficava no quarto

Que ficava na casa.

 

Era uma vez um menino

Que dormia com o jovem

Que dormia na cama

Que dormia no quarto

Que ficava na casa.

 

Era uma vez um jovem

Que contava historinhas

Ao menino que com ele dormia

Na cama

Que ficava no quarto

Que ficava na casa.

 

Era uma vez um menino

Que dormia sonhando

Com as historinhas

Que o jovem irmão

Lhe contava na cama

Que ficava no quarto

Que ficava na casa.

 

Era uma vez um menino

Que se levantava da cama

Que saía em sonhos

Pela janela

Daquele quarto

Que ficava na casa.

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub