Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dia de Hoje

Dia de Hoje

20
Set22

Comentário 297

Zé Onofre

                    297 

 

022/09/20

 

Sobre Elementar, Maria Soares, 11.09.22, silencios.blogs.sapo.pt/

 

 

Não sei se vi,

Se imaginei,

Ou se foi mais um sonho que tive.

 

Era a imagem de uma fraga

Que a natureza esculpiu com rosto humano.

O rosto de uma deusa,

A mãe Gaia de todos nós.

 

Essa imagem

Vista, imaginada ou sonhada,

Mostrou-me com clareza,

Sem dúvida nenhuma

Que entre homem e natureza

Não há diferença alguma.

 

Do ponto mais distante do Universo,

Que se situa

Para lá de onde a imaginação alcança,

Há uma teia de fios invisíveis

Que une tudo e todos como uma trança.

 

Naquela bacia de águas serenas,

Uma pequena amostra do Universo,

Ao flutuarmos naquela água original,

Percebemos a nossa frágil finitude.

Flutuando naquela água virginal,

Vemos que não há querelas, nem diferenças,

Que todos, mortos e vivos, somos um em plenitude.

Zé Onofre

26
Jul22

Dia de hoje 55

Zé Onofre

                   55

 

022/07/25

 

Há quem diga,

E convictamente o diga,

Que houve um tempo,

Antes do tempo

Do homem se conhecer

Como homem,

Em que os animais falavam.

 

Contudo há um pequeno pormenor que me confunde.

Se o homem, não sabia que era homem

Certamente não falava,

Como se pode compreender

Que os animais falavam?

 

A única verdade, se verdade há no diz que diz,

É que nenhum animal falava,

Mas que todos os animais,

Homem incluído,

Se conheciam com iguais,

E daí houve um tempo,

Antes do homem saber que era homem,

Que todos os animais falavam,

Porque o homem falava a língua dos animais.

 

Desse tempo

Descobri bem

No fundo do meu ser

As minhas raízes animais,

Que me leva a procurar, entre eles,

A compreensão,

Que na selvajaria humana não percebo,

Elegendo entre os parceiros naturais,

Como minha companhia essencial

Um qualquer animal,

Que será, a minha perdição.

Zé Onofre

13
Fev22

Dia de hoje 26

Zé Onofre
26




022/02/13




Aquele homem madrugou.

‘inda o sol não espreitava na varanda das colinas,

Já ele marcava a terra arada com as suas pegadas.

O braço direito,
Agitava-se com a aragem húmida do amanhecer.

Dos seus dedos soltava-se uma poalha,

Uma ligeira sombra contra a luz que se aproximava.




Bem cedo se ergueu aquele homem.

Quem de longe o vê,

Misterioso,

Caminhar na terra lavrada,

A esbracejar contra o infinito,

Ao lusco-fusco do amanhecer

Apenas pode imaginar   

Que faz ali o homem antes do sol raiar

Por entre o gradeamento colorido,

Lá do alto das varandas das colinas.

Lança sementes à terra?

Lança sonhos ao infinito?

Lança ilusões ao sol, finalmente, nascente?

Seja que semente for,

Que a seara multiplique os seus desejos,

Que o sol tardio veio espreitar.

Zé Onofre
29
Dez21

Dia de Hoje -3

Zé Onofre

             -3

 

021/07/22

 

Já não sei.

Continuo a pensar

Naquele homem,

De há dois mil e quinhentos anos,

Ou há cinquenta,

Ou mesmo ontem,

Ou no dia em que o conheci

Ouvindo repetidamente

– Só sei que nada sei. –

-3b.jpg

Esse homem,

Por ser sábio,

Tinha a certeza de ser ignorante

– Só sei que nada sei. –

Continuei arrogantemente a ter certezas.

Continuei arrogantemente a caminhar

Por veredas que sabia serem

As certas indubitavelmente.

 

Há já tempos, vinda de não sei onde,

Talvez do fundo do passado,

Ressoa na minha cabeça aquela frase

– Só sei que nada sei –

Perscruto-me

E pergunto-me

– Por que não soube ouvir? –

Hoje, passados tantos anos,

A caminhar trilhos, talvez incertos,

À procura da Verdade,

Seja lá o que isso for,

Continuo à procura de um raio de luz,

De uma porta para sair,

Ou apenas uma brecha para me escapulir.

Apenas não a encontro

Porque não existe,

Ou porque tanto me enredei

Que a cada passo que dou

Mais me afasto?

    Zé Onofre

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub