Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dia de Hoje

Dia de Hoje

09
Mai22

Dia de hoje 46

Zé Onofre

                   46

 

022/05/09

 

Não sei já quantas as vezes,

Mais que a eternidade de dias

Que muitos anos adiados têm,

Deixei que a desanimada caneta,

Desastradamente borratasse

O imaculado papel branco

Que te seria endereçado.

 

Após cada um destes acidentes,

Amarfanhava o inocente papel

Sepultava-o no cesto com tristeza,

Mágoa, fúria, raiva, sei lá...

Mais tarde, uma nova folha pura

Era estendida sobre a mesa

Que já se alheava deste ritual.

 

Agora é que é, mentalizo-me,

E você, dona caneta, tenha tino,

Não comece a despejar tinta

Como quem não tem tempo,

Nem saúde, nem paciência,

Para esta mão trémula

De sem saber o que escrever.

 

Então minha amiga longínqua,

Que lá atrás, na encruzilhada da vida,

Optaste por caminhos divergentes,

Gostaria de saber, embora finja o contrário,

Que é que o tempo que passou,

E que tão distantes nos pôs,

Fez de ti.

 

Embora sinta uma vontade,

Que escondo de mim mesmo,

De saber o que a vida te reservou.

Não te sintas coagida a responder.

De mim, apenas te direi

Que estou sentado  

Na via por onde te vi desaparecer. 

  Zé Onofrfe

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub